Femama Batalhadoras. Todo dia uma vitória contra o câncer de mama. Marlí Marcon

Jurídico

Advocacy: iniciativas para o bem-estar público

Como é uma expressão em inglês e ainda sem tradução para nosso idioma, pode ficar complicado de compreender tudo que ela engloba. De modo geral, advocacy se refere a um conjunto de práticas que buscam solucionar um problema social através da influência em políticas públicas, ou seja, da promoção de novos direitos ou da revisão, melhoria e garantia de leis e projetos já existentes.

O engajamento neste tipo de ação é também uma forma de exercer a cidadania, pois pode promover direitos coletivos. A participação da população em ações de advocacy é muito importante, pois quanto maior for o número de pessoas envolvidas em uma mobilização, maior será a percepção de relevância da causa para os governantes.

Advocacy e Femama

Conheça algumas das principais iniciativas em que a Femama já atuou para influenciar políticas públicas voltadas para a saúde da mama:

- Análises técnicas e informações a legisladores sobre câncer de mama, visando novas políticas públicas de combate à doença;

-Ação junto aos conselhos de saúde, para influenciar, enquanto sociedade civil organizada, a redução da mortalidade por câncer de mama no país e promoção de melhorias na área da saúde.

- Mobilização de Primeiras Damas para apoio à causa e busca de soluções em seus estados e municípios;

- Empoderamento das instituições locais para atuarem por direitos de pacientes em suas regiões e nacionalmente; 

- Convocação da sociedade para participar de consultas públicas sobre acesso a diagnóstico e tratamento do câncer de mama;

Conquistas da Femama através do Advocacy

- Lei 11.664/08, que determina a realização de mamografias pelo SUS para mulheres a partir dos 40 anos;

- Lei 12.880/13, que inclui medicamentos orais na lista básica de cobertura dos planos de saúde;

Todos esses avanços são alguns exemplos do reflexo da luta da Femama, que trabalha o advocacy para proporcionar bem-estar para todos que convivem com o câncer de mama, possibilitar o acesso gratuito e igualitário a exames, diagnóstico e tratamentos ágeis e de qualidade. Tudo com o objetivo de aumentar as chances de cura e trazer mais qualidade de vida para a paciente em qualquer fase da doença. 


Compartilhe: